Como vimos em minha thread do dia 23/01 — sobre o artigo do Jeffrey Tucker para a @Mises_Brasil — o Lockdown seria uma nova ideologia totalitária e estaríamos Vivenciando o novo fanatismo do século.

Considerando que isso, por si só, já seria assustador, na sanha de controlar ainda mais o povo, os ditadores da ciência sem comprovação nos obrigam a acharmos normal o que outrora, era considerada um problema mental, mas que agora foi elevado à condição de “consciência social”.

Estou falando de misofobia e do uso da máscara!

Misofobia também chamada de germafobia e germofobia, é o medo patológico de germes. Nesse caso o termo “germes” refere-se amplamente a qualquer microorganismo que possa causar doenças — por exemplo, bactérias, vírus, fungos ou outros.

Acontece que, agora mesmo, quem se sente desconfortável com o uso prolongado da máscara é obrigado a usá-la, mesmo se estiver em um local onde todos estejam usando, sobre o protesto de ser considerado um inconsequente ou desajustado.

Ou seja, o que antes era misofobia (distúrbio mental, por medo de contaminação), passou a ser “consciência social”, e o que era normal (não usar máscara) passou a ser “desajuste social”.

Sendo que esse “desajuste”, além de despertar a revolta dos politicamente corretos, ainda pode gerar punições.

Em junho de 2020, foi aprovada pelo senado e sancionada com 17 vetos pelo Presidente, a Lei 14.019/2020, que obriga o uso de máscaras em locais públicos, como caminhar pelas ruas e praças.

Entre os vetos, está o uso de máscara em locais fechados, pois houve o entendimento de que o termo ‘local fechado’ é muito amplo e pode ferir a inviolabilidade do lar.

E, nessa sandice, ninguém se preocupa com as consequências psicológicas sofridas pelo uso prolongado de máscara, até porque é justamente esse descontrole e submissão que interessam aos novos ditadores da seita da terra parada.

Se a função da máscara é proteger o usuário, quem quiser se proteger ou pense que deva, que a use — sem se importar, agredir, ou pedir a punição de quem acredita que não deva.

Lembrando sempre que o próprio cavaleiro do apocalipse, o senhor de todas as agruras, do fique em casa, do use a máscara, e da “previsão” de um milhão de mortes por Covid-19, Atila Iamarino, falou em vídeo, que as máscaras, mesmos as cirúrgicas, não te protegem do Covid.

Pai de família, conservador